Qualidade e Segurança

Gestão da Qualidade

Desde o início da gestão SPDM, a busca da excelência na prestação de serviços de saúde sempre esteve presente no Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo.

Trabalhamos com um sistema de qualidade que visa à melhoria contínua do atendimento aos pacientes, agilidade nos serviços, segurança e eficiência.

O hospital possui  protocolos de assistência implantados e revisados , sempre em sintonia com as melhores práticas assistenciais existentes.

A gestão da qualidade do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo  é  reconhecida  pela certificação obtida, possui a certificação de excelência.

Prêmios e Certificados

Certificação Nacional de Qualidade ONA Nível III – Acreditado com Excelência

O Hospital Geral de Pirajussara e Hospital Estadual de Diadema, foram os primeiros Hospitais públicos do Brasil a receberam o Nível 3 – Excelência – da Organização Nacional de Acreditação, em 2006. E o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo recebeu em janeiro de 2010.

Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo

  • ONA Nível III – Janeiro/2010
  • ONA Nível II – Dezembro/2006
Certificação Green Kitchen

O Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo aderiu ao Programa em maio de 2018, obteve 35 pontos.

O programa Green Kitchen é indicado para restaurantes que queiram aprimorar constantemente seu padrão de qualidade em benefício de seus clientes e sua região, levando em consideração aspectos sociais e ambientais.

É conduzido por uma comissão de profissionais multidisciplinares do setor de food service, com participação de nutricionistas, arquitetos e jornalistas especializados, baseado em critérios internacionais de medição de eficiência na responsabilidade social e ambiental.

Gestão de Segurança

A Segurança do Paciente é prioridade no Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo. O hospital possui equipe multiprofissional que realiza o mapeamento de possíveis riscos dos processos relacionados à assistência do paciente. Medidas de prevenção são tomadas no sentido de promover maior segurança. A implantação de boas práticas de segurança aos pacientes são baseadas em diretrizes nacionais e internacionais.

Importante

SUA SAÚDE DEPENDE DE UMA BOA COMUNICAÇÃO!

Pergunte, questione, você poderá ajudar nesse processo de segurança.

Você faz mais perguntas quando compra um eletrodoméstico, um carro ou quando vai ao restaurante que durante sua consulta médica ou sua internação ou de seu familiar.

Você pode melhorar a qualidade e a eficácia de seu tratamento, fazendo perguntas simples a seu médico ou aos profissionais de saúde.

1. Você pode explicar melhor meu diagnóstico?

2. Existem alternativas a este tratamento?

3. Quais exames tenho de fazer?

4. Como se escreve o nome deste medicamento?

5. Este medicamento tem efeitos colaterais?

6. Este medicamento vai interagir com os medicamentos que eu já estou tomando?

7. Tenho de alterar a minha dieta alimentar, para que estes medicamentos façam melhor efeito?

8. Este tratamento interfere em minhas atividades do dia a dia?

9. Posso esperar para decidir se inicio este tratamento?

10. Quais são as possíveis complicações?